Blog

Sobre amigos e gratidão: a BValle quer te dar um upa nesse 20 de julho

Sobre amigos e gratidão: a BValle quer te dar um upa nesse 20 de julho

Faz tempo que escrevo esse texto em pensamento. Hoje, depois de tantas mensagens lindas pelo dia do amigo, nasceu! A data é bobinha, mas é bom demais agradecer em qualquer momento. E percebi que a BValle agradece pouco publicamente. Vamos corrigir isso já!

Muitas pessoas são responsáveis pelos caminhos da firrrrma. Mesmo que a decisão seja sempre minha, vejo como obrigação ouvir quem está oferecendo apoio. Boa parte dessa gente que orienta, briga, ajuda, recomenda, incentiva e vive ou viveu esse turbilhão comigo está representada aqui. E é para esses amores todos que escrevo agora.

(A saber: eu fiz uma lista de pessoas para agradecer aqui. Originalmente, seriam 52 parágrafos, um para cada uma delas. Reduzi o texto para manter a atenção do leitor. Só que a lista cresceu).

Há muito pouco me assumi empreendedora. A virada de chave veio em milhões de horas de conversa com a Fabí Nunes, a melhor mentora que a vida podia me dar. Foi a Fabí quem me fez olhar para tudo o que eu já tinha construído e assumir que muitas entregas boas foram feitas. Dos meus 16 anos, quando comecei a trabalhar até hoje (misericórdia, não calculem!) teve estrada, teve suor e muito resultado. Essa moça é quem me tira do reptiliano e faz olhar p/ frente com coragem. A BValle é sempre primavera/verão contigo, Fabí.

O João Felipe foi o cara que tirou Beatriz Valle da mesa de gestora na Carlos Gomes e a levou para o primeiro cliente. Isso quando a BValle nem existia. Foi mágico. Foi um susto. E deu certo. Gratidão eterna!

O Lê, o Adriano, a Camila Puhl e a Tita são o time de apoio. Eles indicam e comemoram o crescimento da empresa. São fornecedores de abraços e bons pensamentos. Sonia, outra mentora fera, viaja comigo nos projetos que estão no forno. Ivis é a melhor gerente comercial que conheço. E casou com o Dani, outro anjo. Gi Troglio e Carmen são clientes que viraram amigas. Sil, Leticia Borges, Barbara e Alice, as amigas que viraram clientes. Leticia Reis foi uma bela coaching.

Raquel e Lígia são energia atômica nas horas em que o bicho pega. Vicky é irmã. Pablo trouxe verdades. Cla criou essa marca linda. Andrea, Paulo Beck, Jonatas e Lisia foram responsáveis pelo amadurecimento dos processos. Guga foi o cara que incentivou na incerteza. Marcia, minha sempre prima e referência.

Pri, Vanes e Rodrigo são os fieis escudeiros mais lindos que eu conheço. Cris e Fran as amigas de qquer tempo. Grazi, Renata e Roberta as especialistas em me fazer desligar no note. Jeff me puxa e o time me ilumina. Mia é a própria luz. É ou não para agradecer todos-os-dias-da-vida por ter tanta gente especial nessa história?

E tem mais!

A turma do “não pira” é grande também. Começa pela a Claudia, que me apresentou a Manika. Passa pelo Jeziel e pela Suelen. E chega ao Andrei, que me foi apresentado pela outra Vanessa e fez/faz uma diferença enorme na minha jornada. E Vivi, para sacudir a purpurina. 

Na torcida (vibro junto!): Suzi, minha irmã de coração. Mano, Sandra, Kelly, Nilza, Teca, Paulinha, lá no Alegrete. Izi, Cacaio, Beth, Carol, Manu, Paty, Diana, Dani, Aline, Lisi, Lorena, Carina, Jussara, Inez, Adriana, Larissa, Sonali, Ana, Ales, Daniela, Sandra, Karis, Adri, Monica, Rita, Dídi, Pedro, Malba, Nati, Mari, Zé, Jetta, Marcelo… pelo mundo. 

O Giovani, da turma mais recente, segue firme. O Abel passou, mas segue perto. Marina, Ana e Manu: Gramado todo o ano. Dr. Umberto, Dr. Fabio, Dr. Rodrigo, Dra. Melissa e Dra. Barbara, como aprendo! Nereu e dr. Argollo, meu deus, que dupla para se trabalhar junto! Marcio, Hilton e Dr. Ricardo, lá no começo. Rodrigo e Ricardo, dois gênios. Genaro, Alessandro e Artur, sempre profes. Katia e sua turma querida. Adriane, Celso e (nunca vou esquecer) Sr. Henrique, meu mestre. Cheila, que já era uma inspiração mesmo antes de saber que a Piba trabalhava no CID.

Voltando ao time de amigos da casa: Marisa e Marcelo, meus parceiros do coração. Dr. Corsetti, que descobriu faz pouco que não sou uma máquina. Camila, que me recebe sempre sorrindo. Dea, a primeira a perceber que podíamos fazer chover. Rô, que me acolheu de braços abertos e continua pertinho até hoje. Leo, Edu e os guris do Distrito. Mateus, Alexandre, Luc, Camis, Camila, Kelly, Ale, David, Gab e Jo + Diego, Leandro e os porteiros, que bela turma compartilhou a A51 comigo.

Para encerrar, Marica e Tia Lena, minhas duas amazonas. Minhas mães, professoras e colos amorosos. Tanto amor.

Será que faltou gente? Certo que sim. Larissa e Pati, Rê, Michelle e Vera, Deisi, Sheila, Jeh, Felipe, Nicoly, Carol, Lucas, Amanda, Anastasia, Cintia, todos chegando agora. No entanto, essa é só uma forma de agradecer por tanto apoio recebido pela BValle até hoje. Ter uma empresa é sofrido? É. Dá um nervoso olhar para a agenda sempre cheia? Dá. Vale a pena? Sim. Sim. Sim. E com gente amiga por todo o lado, fica mais bonito.

Obrigada, migles. Amo vcs.

Compartilhe